Quem somos?

Associação Moçambicana de Sociologia é uma associação ao serviço do desenvolvimento da sociologia em Moçambique

 

Inicio

Cidadania Activa para uma nova Sociedade Moçambicana

Dentre as diversas formas de abordar a participação política em Moçambique, uma em particular chama atenção: a ocorrência de uma acentuada alienação política ou uma crescente apatia pela cidadania activa. Assim o foco principal deste estudo é o exercício da cidadania e participação para a efectivação da democracia em Moçambique. Nesta perspectiva, a abordagem do problema político se fará do ponto de vista do indivíduo diante de condições instituintes de ordens sociais, porém, maleáveis a acções democráticas existentes no país. Ao fim, estabelece um chamamento a todas instituições socias para a actividade consciente e activa, objectivando fazer cidadãos participativos no exercício da cidadania. - Elíias Mário

Descarregar

Bolsas de Estudo - Mestrado

Programa de Mestrado em Estudos de Ensino Superior e Desenvolvimento em parceria com a Universidade de Oslo, Noruega

“QUOTA SCHOLARSHIP PROGRAMME” - CHAMADA PARA CONCURSO DE SELECÇÃO DE BOLSEIROS

A Faculdade da Educação da Universidade Eduardo Mondlane oferece, em parceria com a Universidade de Oslo (Noruega) e a Universidade do Cabo Ocidental (África do Sul), um curso de Mestrado em Estudos de Ensino Superior e Desenvolvimento (MESD). O curso visa formar pesquisadores e profissionais de ensino superior, designadamente (i) Analistas e Formuladores de Políticas de Ensino Superior e (ii) Gestores e Administradores de Ensino Superior. No âmbito deste curso e da cooperação com as universidades acima referidas, encontram-se abertas candidaturas para 5 (cinco) bolsas de estudos denominadas “Quota Scholarship Program”. Os candidatos que forem laureados obterão uma bolsa que lhes permitirá:

Continuar... Bolsas de Estudo - Mestrado

Seria boa a aplicação da «solução angolana» para a resolução do conflito moçambicano? Parte (2)

Os sociólogos Patrício Langa (moçambicano) e Paulo de Carvalho (angolano) debateram recentemente a actual crise política moçambicana, sob proposta do primeiro. A intenção era debater a proximidade das crises moçambicana e angolana. A conversa decorreu no período de 15 a 30 de Janeiro, por via da troca de mensagens por correio electrónico. O debate cingiu-se fundamentalmente em saber se o que se designou em Moçambique por «solução angolana» para o conflito militar (isto é, a eliminação física de Jonas Savimbi) a seguir aos acordos de Bicesse, seria uma via para a actual tensão político-militar que se vive em Moçambique. Foi em torno desta questão central e de outras subsidiárias que os dois sociólogos esgrimiram os seus argumentos, que aqui publicamos, no quadro de uma «velha» rubrica desse jornal, o «Fogo Cruzado», a qual «ressuscitaremos» sempre que houver «substância» bastante, como será o caso – em Moçambique, deverá haver um esforço semelhante. Leia então a seguir, no essencial, a primeira parte do texto  a conversa entre os dois intelectuais. 

Pág. 1 de 6

Login Register



Login
Register

Membro Regular

Michael Burawoy



Receba o Newsletter

« August 2014 »
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

Redes Sociais

Follow us on FacebookFollow us on TwitterSubscribe to our feed
Free business joomla templates